painel angaar 2016
home perfil publicados online amigos noticias
contododia cronicas contoserotios poesias poesiaseroticas contato

... ...

Goiânia - Brasil
      

 



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player





 

 

Perfil

 

 



Valdir R.Silva


 

Pescador nas horas vagas;
escritor persistente
que ama o que faz;
pai em tempo integral;
trabalhador viciado em acordar cedo
e,
por último,
não menos importante,
um sonhador que acredita
no Brasil. Pode?


Antes de ser um produto do meio em que vivemos, somos filhos, pais, amigos e seres humanos!

Antes de sermos sonhadores, devemos ser defensores dos nossos ideais. Pois sem sonhos seremos sempre cegos nos caminhos da vida.

Acredite em você!

 

 

A Vida...

Valdir R. Silva, mineiro de Uberlândia, nasceu de uma família pobre, como a grande maioria da nossa população da época. Época de um Brasil de coroneis e fazendeiros poderosos.

O pai, Francisco R. Neto, com o pouco aprendeu na escola que freqüentou por 24 dias, saiu para o mundo. Gostava de matemática e era um excelente comerciante. Graças à sua simpatia pessoal e honestidade de carater fez muitos amigos por onde passou. A mãe, d. Irene R. Silva, era daquelas pessoas que gostava de aprender. Nunca estava satisfeita em só olhar os acontecimentos. Gostava de participar, lutar, agir. Sabia de tudo um pouco. Foi roceira, plantadora de frutas e verduras em terras de outros, fazendeiros gananciosos, aos quais ela não tinha medo de enfrentar; sapateira; quitandeira ...

Foi dessa família tradicional de Minas Gerais, que nasceu o Valdir R. Silva, no dia 15 de julho de 1949. Aquele foi um ano de mudanças no país, mudança na política, e na vida de todos os brasileiros. O mundo girava cada vez mais rápido e os carros, a televisão, os aviões modernos começam a dizer que tudo seria diferente a partir daí.

Desde cedo ele se mostrou interessado nas artes da literatura, sendo um dos que eram mais procurados para os trabalhos de grupo, na escola. Paquerador inveterado, e bom de fala, tinha as portas abertas na escola, sempre paparicado pelas professoras. O malandro sabia lidar com todas elas levando doces e frutas, que muitas vezes o salvaram de castigos e tarefas enfadonhas.

A família do Sr. Francisco mudou 38 vezes de lugar e cidade a procura de novas oportunidades. Foi vivência com tantas mudanças e conhecendo pessoas e lugares de todos os tipos a cada dia, que ajudou a moldar o futuro escritor. Desta época de menino, lembra de histórias cotadas pelo avô materno, que muito influenciaram no seu tipo de fala literária. Histórias mineiras.

Numa destas mudanças a família foi parar em Brasília, onde chegaram às 20:00 do dia 17 de abril de 1960, quatro dias antes da inauguração da capital do país. Era uma noite de estrelas, misturadas aos redemoinhos de poeira que nublavam os ceus da cidade. Brasília marcou muito a vida daquele garoto que começava a conhecer o mundo. Dali sairiam temas para muitos dos seus trabalhos, como Querubim, Dom Juan, entre outros.

Ficaram de vez na capital do país por 18 anos, antes de retornarem para a sua cidade natal, Uberlândia. Em Brasília a família acompanhou o nascer de cada avenida, de cada novo bairro, e concretizou o sonho de ser brasileiro, de ser candangos. Foi ali, que o jovem aprendiz de escritor fez as suas primeiras descobertas e foi incentivado a ler e escrever.

Desse convívio com gente de todas as regiões do Brasil, dessa mistura de costumes com seus linguajares peculiares foi que surgiu o escritor Valdir R. Silva.

O seu primeiro conto foi escrito aos 14 anos. Daí para frente nunca mais parou. Todas as horas de folga eram dedicadas à literatura, sempre com um livro, uma revista, uma história em quadrinhos à mão, aprendendo técnicas e dicas dos mestres.

Suas primeiras investidas como leitor foi através da mão poética de José de Alencar, que lhe mostrou os primeiros encantos da vida do sertão, do romantismo, da pureza e singela vida dos nossos antepassados. Depois outros escritores vieram lhe fazer companhia: Menotti Del Picchia, Graciliano Ramos, Fernando Sabino, Érico Veríssimo, Harold Robbins, Lobsamb Rampa, entre outros. Foi quando arriscou a escrever a sua primeira história com mais de 2 a 3 folhas: O QUERUBIM, que levou dois anos para ser escrito e 330 páginas de aventura..

Depois desta experiência não parou mais. Sempre Incentivado pela esposa, Diva Bottaro, companheira de todas as horas, leitora assídua e crítica ponderada, que o incentivou a transformar uma outra pequena história que havia escrito, com pouco mais de 10 páginas, em um livro, que depois de pronto preencheu 430 páginas, contanto a história da raça humana. Assim nasceu OS GUARDIÕES.

Este livro aborda temas conhecidos, como a história de Jesus Cristo entre nós. A diferença é que o Mestre de todos, nos é mostrado de uma maneira diferente de todas aquelas que conhecemos. Um Ser especial que divide com o seu grupo o prazer de ajudar aos sofrem e precisam de ajuda. Convivemos mais de perto com o Filho de Deus.

A história da raça humana é contada sob novo ponto de vista. Desde o início, explicando como e porque aconteceram e acontecem coisas, que até hoje em pleno século vinte e um. Muita coisa que ainda precisam de respostas. Vai conhecer a origem das Pirâmides, dos discos voadores e saber quem são os PORTADORES DA LUZ.

Todos os livros escritos desde então, são romances de ficção, onde o fundo da história sempre está voltada para Deus. Seguindo esta linha e aproveitando o assunto do momento da nossa história, quando as palavras clones e transgênicos passaram a fazer parte do nosso dia-a-dia, escreveu O HOMEM DEUS. Uma história baseada no ano 2875, quando a humanidade já domina quase tudo, menos a origem que cria a vida. Esta, somente Deus pode conceder ou tirar.

Você, com certeza, vai adorar as ICAMIABAS, As Guerreiras Amazonas. De uma vez por todas você vai conhecer a verdadeira história das famosas guerreiras que ousaram a desafiar o poderio dos homens, se declarando livres e independentes do poder masculino. Venha conhecer Mirina, a rainha e poderosa guerreira, que luta com todas as suas forças para defender as guerreiras seculares.

Valdir R. Silva é assim, um escritor de palavras fáceis, diálogos marcantes. Seus personagens são feitos à imagem do real, parecem ter vida própria! Então venham conhecer alguns deles: Gedoors, Diandra, Oslian, Godar, Harold, Lígia, Roberto, Sonia, Carmem, Július Said I, Július Said II, Amanda Reis, Igor Donatelli, Azuarts, Thaymy, Frida Alfred Birmax, entre outros. Todos eles estão ansiosos para fazerem parte da sua vida.


LER FAZ PARTE DO CONHECIMENTO! LEIA SEMPRE!

fale_valdir_2

 


Todas as imagens deste site foram retiradas da Internet. O copyright das mesmas pertencem aos seus proprietários


Copyright © Todos Direitos Reservados Porta
l AnGaar.Com